sábado, 1 de julho de 2017

BOA VENCE O PODEROSO INTERNACIONAL EM PORTO ALEGRE

Diones foi o autor do gol da vitória histórica sobre o poderoso time gaúcho



Jogar em casa é sinônimo de dificuldades para o inter e decepção para a torcida.

Não foi diferente neste sábado (01).

Com campanha de rebaixado como mandante, o Colorado desta vez foi derrotado pelo Boa Esporte por 1 a 0.
O tropeço ocorreu depois de uma semana inteira de treinamentos especiais e reviveu clima tenso com a torcida com vaias e protestos. Antes do fim de jogo a torcida já gritava: "sejam mais guerreiros" e chamava os atletas de "pipoqueiros" em campo.
As vaias aguardaram todo o primeiro tempo. Depois dos 45, o primeiro foco, que ficou ainda mais forte a cada momento do jogo, percebendo a fragilidade do time que mesmo ficando com um jogador a mais nos últimos 10 minutos de jogo, não conseguiu empatar.
Foi a primeira derrota de Guto Ferreira no comando do Internacional. Com um mês de clube, o técnico não tem vida fácil, porque venceu apenas três jogos e empatou outros quatro. Com 17 pontos, o Colorado segue no G-4 da Série B. Mas pode virar a rodada fora da linha de ida para Série A. Já o Boa Esporte chegou aos 15 e está em 10º.
Na próxima rodada o Colorado encara o Criciúma e o Boa pega o CRB. Se não fosse Danilo Fernandes.... Se não fosse o goleiro do Inter, seria pior. Foi ele quem impediu o gol do Boa Esporte ainda no primeiro tempo e o único a sair ileso das vaias da torcida.
Não importa o quanto apelem os jogadores do Internacional, a cada fim de tempo, motivados pela falta de um bom rendimento, os torcedores vaiam o time.
Não foi diferente neste sábado. Com o 0 a 0 diante do Boa Esporte, novamente o clima ruim tomou conta do Beira-Rio. O Colorado tem uma das piores campanhas da Série B como local. Antes da partida era o 17º entre 20 atuando sob seus domínios. Inter se desencontra e Boa Esporte abre o placar Mal tinha começado o segundo tempo e um desacerto impressionante tomou conta do Internacional.
Com o fim do 4-1-4-1 e a entrada de Juan no lugar de Mossoró, a equipe gaúcha ficou desprotegida e aparentemente pressionada para tentar seu gol. Ficou pior quando Diones recebeu após uma troca de passes do Boa Esporte e, cara a cara com Danilo Fernandes, fez o primeiro gol da partida. Inter fica com um a mais e não adianta nada O Internacional terminou o jogo com um a mais.
 Julio Santos foi expulso depois de discutir com Diego em jogada de ataque do Colorado. E o time empilhou chances, certo? Errado. O Inter não criou mais do que tinha feito. Acabou dando mais razão para os insatisfeitos torcedores que vaiaram muito.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL Danilo Fernandes; Fabinho, Danilo Fernandes, Klaus e Uendel; Rodrigo Dourado, Charles, Mossoró (Juan), D'Alessandro e Eduardo Sasha (Roberson); Brenner (Diego).
ESPORTE Daniel; Ruan, Douglas Assis, Julio Santos e Paulinho; Escobar, Reis (Eduardinho), Diones e Felipe Mateus; Ramon (Thaciano) e Wesley (Caique) Técnico: Nedo Xavier


© 1996-2017 UOL - O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário