sexta-feira, 30 de novembro de 2018

SAKEI COMUNICAÇÃO É PRATA NO FESTGRAF 2018 - A PREMIAÇÃO É PROMOVIDA PELA ASSOCIAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE PROPAGANDA

A Sakey Comunicação, localizada em Varginha-MG, conquista o Troféu de Prata - Categoria Design, no Festgraf 2018, importante concurso na área publicitária do Brasil e realizado pela APP Ribeirão.


  Sakey Comunicação conquista prata no Festgraf 2018
A Sakey Comunicação, respeitada agência de comunicação integrada do Sul de Minas, acaba de conquistar um grande prêmio: o Festgraf 2018. Realizado pela APP Ribeirão - Associação dos Profissionais de Propaganda, o evento celebra a criatividade desenvolvida para a mídia impressa. A Sakey concorreu na categoria Design, com uma linha especial de embalagens produzida para a empresa Vimi Café Gourmet, de Três Pontas-MG.
Na cerimônia de premiação, ocorrida ontem (29/11), em Ribeirão Preto-SP, os diretores de criação e de marketing, Elder Santos e Elaine Quintiliano, estiveram presentes para receber e celebrar a conquista do Troféu Prata. “Muita emoção e alegria. Ficamos felizes demais com essa vitória, que mostra que a criatividade está em alta na Sakey. Que este seja o primeiro de muitos”, comenta Elaine Quintiliano.
Divulgação/Sakey - Diretores Sakey com o Troféu
Prata - Categoria Design 

“Foi muito prazeroso desenvolver a embalagem da Vimi, pois o cliente estava aberto às sugestões e pudemos, dessa forma, soltar a criatividade. O lado artístico da linha de café ajudou na inspiração e no desenvolvimento dessa linha de embalagens. O resultado agradou todas as partes envolvidas e nos levou a participar do Festgraf. A conquista do Troféu Prata mostra o quanto acertamos”, comenta o diretor de criação da Sakey, Elder Santos.
Em sua 26ª edição, o Festgraf é um tradicional e concorrido concurso na área publicitária e atrai agências de todo o Brasil. Tornou-se um dos principais parâmetros de valorização e divulgação dos trabalhos desenvolvidos pelas agências brasileiras. Este ano, o corpo de jurados foi composto por profissionais de grande expressão publicitária no Brasil: Bob Kincey, diretor de arte da Fischer; Daniel Magri, supervisor de criação da Tech and Soul, e Tiago Zanatta, diretor de arte da DPZ&T, profissionais de grande expressão publicitária no Brasil.


                                                              “Café com Música”
A Vimi Café Gourmet, de Três Pontas-MG, criou uma linha especial de cafés para comercialização, com inspiração em duas culturas importantes da cidade: o café a a música. Foi assim que nasceu a linha “Café com Música” e a série de embalagens desenvolvidas pela Sakey Comunicação para a marca. As embalagens retratam, através de ilustrações e tipografias modernas, elementos da cultura do café e da música.
Para criar a logomarca “Café com Música”, a Sakey partiu da simplicidade e modernidade exposta em um splash de tinta, que lembra uma expressão artística, e uma tipografia de fácil leitura. A mão utilizada para tocar um instrumento musical é a mesma que os produtores rurais utilizam para produzir um café especial. As duas ações são artes e requerem inspiração, dedicação e amor. Através das notas, musicais e olfativas, que a música e o café se unem. Na ilustração da embalagem, o braço humano se mistura com o braço dos instrumentos de corda para despertar a imaginação e a criatividade. A paleta com a logo da Vimi dá o toque final no registro desta união.
São 12 cafés especiais, disponíveis em embalagens personalizadas e inovadoras, contendo, cada uma, os versos de grandes compositores da região. As embalagens contêm também um QR Code, para o consumidor baixar um aplicativo de reprodução musical, também desenvolvido pela Sakey exclusivamente para esta linha. Assim, cada xícara desses cafés poderá ser apreciada ao som das músicas de cada cantor.
Bem mais que produtos, a linha “Café com Música” criou um conceito que une café, música e tecnologia, com mais interação e conhecimento cultural entre os degustadores. Além disso, resgata a cultura musical, uma das maiores riquezas da cidade de Três Pontas, e valoriza o ouro brasileiro: o café.
Por: Eliana Sonja/SAKEI

REAJUSTE DO PREÇO DA PASSAGEM DO TRANSPORTE COLETIVO - PREFEITURA PUBLICA NOTA

O reajuste da Tarifa do Transporte Coletivo Urbano, para o contrato em vigência,  foi realizado dentro de absoluta legalidade, precedido de estudos em conformidade com o contrato de concessão, baseado em planilhas, subsidiado pelos valores de tarifas cobradas em cidades de igual porte, decorridos mais de 01 (um) ano do último reajuste, tendo sido os cálculos submetidos e aprovados pelo Conselho Municipal de Transporte.
Os reajustes sempre foram concedidos anualmente, seguindo parâmetros técnicos. Esclarece-se, por oportuno, que a fixação do valor da tarifa é prerrogativa do Chefe do Executivo, devendo prevalecer a tarifa de R$ 4,00, fixada a vigorar a partir de 1º de dezembro de 2018.



 

OS QUATRO ÚLTIMOS GOVERNADORES DO RJ FORAM PRESOS


“O indulto de Natal já é jogo jogado. Revela  que a maioria no Supremo  que pode revogar a jurisprudência das prisões em regime fechado após condenação em segunda instância”

O principal eixo das eleições de 2018 foi a Operação Lava-jato, que sepultou as pretensões de muitos políticos tradicionais e alavancou a vitória do presidente eleito, Jair Bolsonaro, além da eleição de governadores, senadores e deputados que surfaram a onda de ojeriza dos eleitores ao establishment político. A prisão do governador Luiz Fernando Pezão (MDB), na manhã de ontem, no Rio, por determinação do ministro Félix Fischer, a pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, é uma demonstração de que a Lava-Jato está revigorada e uma nova ofensiva do Ministério Público Federal está em curso para punir os políticos corruptos.
Aos 63 anos, Pezão foi preso durante a Operação Boca de Lobo, após delação premiada de Carlos Miranda, operador de Cabral, que detalhou o pagamento de mesada de R$ 150 mil para o governador fluminense na época em que ele era vice. Haveria também pagamento de 13º de propina e ainda dois bônus de R$ 1 milhão como prêmio. Raquel Dodge acusou Pezão de ter dado continuidade ao esquema de corrupção que levou à prisão o ex-governador Sérgio Cabral, além de montar um sistema próprio de arrecadação. O vice-governador Francisco Dornelles assumiu o comando da administração estadual e deu uma entrevista na qual disse que a prisão de Pezão foi uma violência.
Os quatro últimos governadores eleitos do Rio de Janeiro já foram presos, mas somente Pezão o foi em pleno exercício do mandato, caso semelhante ao do ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda. Sérgio Cabral, Anthony Garotinho e Rosinha Matheus foram presos quando já não eram mais governadores. Dornelles permanecerá no cargo até o fim do ano. O futuro governador Wilson Witzel, que começará sua gestão em 1º de janeiro de 2019, foi eleito na onda de rejeição aos políticos ligados a Cabral, entre os quais o ex-prefeito Eduardo Paes (DEM), que era o favorito na disputa, mas acabou contaminado pelo desgaste dos aliados presos.
Há um verdadeiro pânico no Congresso em relação às investigações ainda em curso, porque muitos políticos que não se elegeram ou ocupam cargos nos governos que estão se encerrando perderão o foro privilegiado. A prisão de Pezão sinaliza que os desdobramentos da Operação Lava-Jato nos estados ainda não se encerraram.
                             Prisões
É nesse contexto que o julgamento do indulto de Natal de 2017 concedido pelo
presidente Michel Temer, em curso no Supremo Tribunal Federal (STF), passou a ser o centro das atenções em relação à Lava-Jato. A maioria dos ministros, ontem, votou pela manutenção do decreto de indulto, mas um pedido de vista do ministro Luiz Fux, que pleiteou mais tempo para análise do processo, adiou a decisão.
Editado em outubro do ano passado, o decreto estabeleceu que poderia receber o perdão quem cumpriu 1/5 da pena em caso de crimes sem violência ou grave ameaça. Para a Procuradoria-Geral da República, o decreto beneficia presos por crimes de colarinho-branco, como corrupção e peculato. Com a maioria (6 votos a 2) favorável à manutenção do decreto, o ministro Gilmar Mendes propôs a revogação da liminar do ministro Luís Barroso, que sustou o decreto, para permitir a aplicação do indulto.
O presidente do STF, Dias Toffoli, pôs em votação a proposta de revogação da liminar, mas, quando o placar estava 5 a 4 a favor da revogação, o próprio Toffoli pediu vista e suspendeu o julgamento. É que o ministro Ricardo Lewandowski, que votou com a maioria a favor do indulto, estava ausente e, nesse caso, o voto de Toffoli poderia levar a um empate. Votaram pela validação do indulto os ministros Alexandre de Moraes, Rosa Weber, Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio Mello, Gilmar Mendes e Celso de Mello. Somente Barroso, ministro-relator, e Fachin votaram pela derrubada de parte do decreto.
Embora não tenha sido formalizada, a decisão sinaliza uma tendência do STF a mitigar os efeitos da Lava-Jato, pois o indulto de Natal de 2018 teria como referência a decisão e, segundo os procuradores, poderia beneficiar mais de 20 condenados de colarinho-branco que cumprem pena em regime fechado.
Entretanto, a decisão do STF sobre o indulto de Natal já é jogo jogado. Revela uma maioria que pode revogar a jurisprudência das prisões em regime fechado após condenação em segunda instância, quando o assunto for posto em pauta novamente. Essa polêmica voltará ao Supremo no próximo dia 4, quando será julgado o pedido de habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado no caso do tríplex do Guarujá. Ontem, por decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, sediado em Porto Alegre, o ex-ministro Antônio Palocci recebeu o benefício da prisão domiciliar, com tornozeleira eletrônica, em razão de sua “delação premiada”, na qual denuncia Lula.

CÂMARA REALIZA HOJE, FORMATURA DOS PROJETOS DA ESCOLA DO LEGISLATIVO

Hoje é dia de celebração para os alunos dos projetos Parlamento Jovem e Nasce um Cidadão, da Escola do Legislativo da Câmara Municipal de Varginha. Em uma cerimônia realizada no auditório da UNIFAL, às 19h, será realizada a formatura dos estudantes que se dedicaram durante todo o ano de 2018 e participaram ativamente dos projetos desenvolvidos.
O evento é aberto a toda comunidade e posteriormente será disponibilizado no Facebook da Escola do Legislativo e no canal da Câmara no Youtube.



Dê: Asscom/CMV

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

FINAL DA LIBERTADORES SERÁ NO DIA 9 DE DEZEMBRO NO ESTÁDIO DO REAL MADRID


Negociação para que o Santiago Bernabéu seja o palco da decisão entre River Plate e Boca Juniors se arrastou até esta quinta

Após imbróglio que durou quase uma semana, a Conmebol revelou que o segundo jogo da final da Copa Libertadores 2018, entre River Plate e Boca Juniors, será disputado no dia 9 de dezembro, domingo, no estádio Santiago Bernabéu, que pertence ao Real Madrid. A confirmação da data e do local da partida foi publicada pelo jornal argentino La Nación.
A possibilidade do clássico da final da libertadores acontecer na capital espanhola veio à tona no início da tarde desta quinta, através da imprensa espanhola, que divulgava que o acordo para que a partida seja disputada em 8 ou 9 de dezembro estava 90% fechado. Horas depois, a imprensa argentina confirmou a informação.
O pedido para que o duelo fosse transferido para Madri foi feito pela própria Fifa com o intuito de ajudar a Conmebol, que não conseguiu chegar a nenhum acordo com os clubes. O martelo foi batido em reunião que aconteceu nesta quinta, em Assunção, no Paraguai.
Um dos jornais que falou sobre o tema, o  As,  foi o primeiro a publicar que a entidade já havia rejeitado realizar a decisão nas cidades de Assunção, no Paraguai, Doha, no Catar, e Miami, nos Estados Unidos, que surgiram como principais opções. Como o Real Madrid, dono do estádio, jogará contra o Huesca, fora de casa, na data estipulada pela Conmebol, não haveria problema.
As negociações para que os clubes aceitem a proposta de jogar na casa do merengues envolveu até o presidente da Argentina, Mauricio Macri, que também é ex-mandatário do Boca Juniors . Quem intermediou a conversa com a agremiação espanhola foi o presidente da Federação local, Luis Rubiales.
Alejandro Dominguez, presidente da Conmebol , já agradeceu Rubiales por ter feito a mediação, e o presidente da Fifa, Gianni Infantino, confirmou que irá para Madri para assistir in loco a final da Libertadores.
Vale ressaltar que o Boca seguiu com a ideia de não entrar em campo e ser aclamado campeão por decisão no Tribunal da Conmebol até o início desta quinta. A entidade, inclusive, deu até às 13h para o clube xeneize apresentar novas contestações. O River Plate , por outro lado, aguardava a decisão por uma data e um local e sempre defendeu a ideia que o título deve ser decidido em campo.
A segunda partida da final da Libertadores foi adiada e posteriormente suspensa após o ônibus do Boca Juniors ser apedrejado por torcedores do River quando chegava no Monumental de Núñez e o capitão Pablo Pérez ficou ferido e precisou ser atendido em um hospital. Além disso, muitos jogadores passaram mal por conta do gás lacrimogêneo lançado pela polícia para dispersar os torcedores Millonarios.

Fonte: Esporte - iG 


A CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE VARGINHA PUBLICA NOTA OFICIAL








A Câmara Municipal de Varginha vem a público ressaltar que o Poder Legislativo não tem o papel de definir aumento na passagem de ônibus da cidade.
É importante informar que o reajuste do transporte coletivo municipal é um ato discricionário do Executivo fixado através de Decreto que não passa pela Câmara.
Aos vereadores cabe o papel de fiscalizar, e diante da insatisfação e da repercussão negativa da população, a Câmara aprovou durante reunião ordinária na noite de ontem um requerimento do vereador Delegado Celso Ávila que solicita ao Departamento Municipal de Transporte e Trânsito — DEMUTRAN, a planilha de custo operacional apresentada pela Autotrans, ata da reunião e as justificativas fundamentadas que levaram o Executivo a conceder o aumento de 8,11%, a partir de 01/12/2018, para que a Câmara possa também analisar tais documentos.
Att,

 

    Gleison Marques
    Jornalista - MTB 14958

   gleison@camaravarginha.mg.gov.br
    Tel.: 35 3219-4757
    www.camaravarginha.mg.gov.br

NA ÍNTEGRA: A NOTA PUBLICADA PELO NOVO MINISTRO DA EDUCAÇÃO - "ESTABELECER PADRÃO MUNDIAL" É A META!

   
 Leia na íntegra:
Tive a honra de ser nomeado Ministro de Educação pelo presidente eleito Jair Messias Bolsonaro. O motivo que me levou a apoiar a candidatura à Presidência da República do candidato Bolsonaro foi simples: ele externou a opinião da grande maioria do povo brasileiro, explicitada no desejo de ver consolidada uma nova forma de fazer política, longe das velhas práticas clientelistas e da tradicional negociação de cargos por benefícios pessoais.
No cenário político que antecedeu as eleições, o candidato Jair Bolsonaro afinou-se com o desejo da grande massa dos setores populares, que estava cansada da república dos favores. As passeatas que percorreram ruas e praças Brasil afora, desde 2013, tinham como cerne a motivação de buscar uma nova forma de administrar o Brasil: em benefício dos cidadãos, que pagam impostos, colocando em função deles as instituições republicanas, corroídas pela corrupção em larga escala revelada pela Operação Lava Jato. O candidato Bolsonaro explicitou esse desejo dos eleitores no seu slogan: “Menos Brasília e mais Brasil”.
Quero deixar claro que o meu desejo é cumprir a contento o ideal proposto pelo nosso presidente eleito. A legislação e a gestão da Educação devem ir ao encontro das expectativas da sociedade. Devem levar em consideração primordialmente a dignidade das pessoas envolvidas, tanto os alunos quanto suas famílias, tanto os professores quanto os administradores. A instrumentalização ideológica da educação em aras de um socialismo vácuo terminou polarizando o debate ao longo dos últimos anos. 
Pretendo colocar a gestão da Educação e a elaboração de normas no contexto da preservação de valores caros à sociedade brasileira, que, na sua essência, é conservadora e avessa a experiências que pretendem passar por cima de valores tradicionais ligados à preservação da família e da moral humanista. A preservação de um pano de fundo de respeito à pessoa humana é fundamental. Não à discriminação de qualquer tipo. Não à instrumentalização da educação com finalidade político-partidária. Sim a uma educação que olha para as pessoas, preservando os seus valores e a sua liberdade. 
Precisamos recolocar a nossa Educação Básica, Superior, Profissional e Tecnológica em patamares que nos posicionem em destaque no contexto internacional. Assistimos a uma desvalorização da figura dos professores, notadamente no Ensino Fundamental e Médio. Ora, essa situação negativa deve ser revertida mediante uma política educacional que olhe para as pessoas. O sistema educacional deve olhar mais para as pessoas ali onde elas residem: nos municípios. O Estado brasileiro, desde Getúlio Vargas, formatou um modelo educacional rígido que enquadrava todos os cidadãos, olhando-os de cima para baixo, deixando em segundo plano a perspectiva individual e as diferenças regionais. 
Tocqueville frisava que o município é a escola primária da democracia. É o município que deve ser o foco na organização da nossa legislação educacional, olhando para as diferenças regionais e levando em consideração os interesses dos cidadãos onde eles residem. “Menos Brasília e mais Brasil”, apregoou o candidato presidencial eleito durante a campanha. Pretendo tornar realidade esse ideal.
Brasil acima de tudo, Deus acima de todos.
Ricardo Vélez Rodríguez, Ministro da Educação Indicado

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

ATLETAS DE VARGINHA CONQUISTAM MEDALHAS NA "X EDIÇÃO DA COPA MINAS GERAIS DE NATAÇÃO"




             "X COPA MINAS GERAIS DE NATAÇÃO"


             Na cidade de Conselheiro Lafaiete-MG, ocorreu nos dias 23 e 24 a final da Copa Minas Gerais de natação, realizada no Clube Dom Pedro II, participaram do desfecho deste evento 28 grandes clubes do estado, tendo 1.435 inscrições na competição entre as diversas modalidades e categorias.

                Varginha foi representada na competição pela equipe da Academia Peixinho Dourado (Airton Pacífico, Cauã Theodoro, Erik Rodosvievisk, Noah Lataliza e Richard Boa Morte),  a academia obteve a 3º colocação na regional sul, sendo premiada com troféu, ainda assim, no ranking geral do torneio alcançou a 14º posição do estado, entre as 64   equipes participantes de todas as fases regionais do campeonato, uma grande conquista e incentivo para natação da cidade.                        

                Na X Copa Minas Gerais a cidade de Varginha conseguiu consagrar dois atletas campeões, cada qual recebeu o troféu de melhor nadador de sua categoria:

                * Airton Pacífico Júnior (2009) – Categoria: Mirim 1
               
                * Noah Lataliza (2008) – Categoria: Mirim 2

                Destaca-se o desempenho do atleta Airton Pacífico, pois conseguiu estabelecer novo recorde da competição para a modalidade nado borboleta 50 metros da categoria Mirim 1, atingindo a incrível marca de 00:38:44, superando assim, o tempo anterior de  00:38:54, cravado em 2014.

                A equipe de revezamento Pré mirim/Mirim (Airton, Cauã, Erik e Noah) conquistou prata nas provas de 4x50 metros livre e 4x50 metros medley, após uma acirrada disputa envolvendo técnica e força entre os demais concorrentes.

                Segundo o técnico Euller José Souza, os atletas encararam na final várias adversidades como chuva, frio, distância e outros, mas superaram tudo com muita garra e habilidade aquática. Reafirma que os resultados alcançados pela equipe são frutos do empenho e dedicação de cada atleta em seus treinamentos e, que sente-se orgulhoso pelo sucesso de cada, pois, todos conseguiram melhorar suas marcas individuais.  Parabeniza em especial os campeões Airton e Noah pelos títulos conquistados no campeonato. Por fim, agradece todos atletas que participaram das fases regionais.

                No quadro de medalhas da final da Copa Minas Gerais a Academia Peixinho Dourado conquistou no final 11 medalhas (05 ouros e  06 pratas).



terça-feira, 27 de novembro de 2018

VI EVENTO SOBRE A MEDICALIZAÇÃO DA VIDA E DA SOCIEDADE



 Nunca tenha certeza de nada, porque a sabedoria começa com a dúvida!(Sigmund Freud)


A invasão da produção excessiva de diagnósticos e rótulos da sociedade gera respostas de imenso sofrimento e inadaptação social. Compreendemos ser de grande relevância dialogarmos sobre tais questões, a fim de que possamos construir uma prática onde a dúvida não perca seu valor terapêutico, uma vez que abre margens para soluções criativas que respeitam a singularidade de crianças e adolescentes.

Adicionar legenda
A equipe do CAPSi - Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil, juntamente com a rede intersetorial do município de Varginha, vem convidar a todos para participarem deste evento e comemorar a data municipal de 11 de novembro - dia da Luta Contra a Medicalização da Vida e da Sociedade


Data: 30/11/2018 Local: UNIFAL 
Varginha Av. Celina Ferreira Ottoni, 4000 Padre Vitor. 
Inscrições: CAPSi (35) 3690-2236 / 3690-2201 

Vagas limitadas
                                  

                                                              Programação  

7h Credenciamento 8h –  Mesa de abertura 
8:30h A (psico)patologização da infância e da adolescência possibilidades de resistência Roberta Ecleide de Oliveira Gomes Kelly Psicóloga, psicanalista, Mestre em Psicologia, Doutora em Psicologia Clínica, Pós-Doutora em Filosofia da Educação; Coordenadora do NEPE Núcleo de Estudos em Psicanálise e Educação.
9:45h Café 
10:15h - Mecanismos patologizantes da sociedade e a desubjetivação das pessoas Patrícia Ribeiro Psicanalista, membro da EBP-AMP e Mestre em Psicologia pela UFMG. 
11:30h Intervalo almoç
13h Apresentação cultural 
13:30h - "Biopoder e medicalização: entorpecimento social e político no campo da saúde mental" Rinaldo Conde Bueno Psicólogo (UFMG); Mestre em Psicologia (PUC Minas); Doutor em Psicologia (UFMG) com Período Sanduíche em Antropologia Médica na URV, na Espanha; Ex-voluntário do Departamento de Saúde Mental de Trieste, na Itália; Professor de Graduação em Psicologia na UFMG e Doctum João Monlevade e de Pós-graduação em Saúde Mental no UNIS de Varginha (polo Pouso Alegre), FAGOC de Teófilo Otoni e ESP MG; Sócio proprietário da clínica Espaço Rizoma - Saúde Mental e Acompanhamento Terapêutico. 
14:45h Café 
15:15h Mesa de debates Participação do público Roberta Ecleide de Oliveira Gomes Kelly Patrícia Ribeiro Rinaldo Conde Bueno 
16:30h - Encerramento Comissão Organizadora Agnah Grandi Rosbach Psicóloga CAPSi Ester Carvalho Murad Psiquiatra CAPSi Nadia da Silveira Lemos Xavier Psicóloga CAPSi Paola Aparecida Cachero Lino Terapeuta Ocupacional CAPSi Thatiane Maria Flor dos Santos Silva Fonoaudióloga CAPSi Thiago Bellato de Paiva Psicólogo CRAS Yara Aparecida Teixeira Dias Enfermeira e Coordenadora do CAPSi 

Realização: Prefeitura Municipal de Varginha 
Secretaria Municipal de Saúde 
CAPSi - Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil 






MEIO AMBIENTE: A RECICLAGEM DE PLÁSTICOS

 POR: Ismael Sérgio de Andrade
Analista Ambiental / Reciclagem Santa Maria

O plástico foi uma inovação do século XX, quando o Alexander Parkes um metalúrgico e inventor de Birmingham, Inglaterra decidiu começar uma pesquisa em um novo material para a substituição da borracha, e descobriu uma matéria orgânica derivada da celulóide que quando entrava em contato a altas temperaturas se moldava e quando resfriava mantinha a forma gerada. Porém 100 anos depois o químico industrial, inventor e empresário belga, Leo Hendrik Baekeland inventou o baquelite primeiro polímero sintético, considerado nosso primeiro plástico, que revolucionou a indústria deste material.

Após várias descobertas e aprimoramento durante esses anos, o plástico tem como sua matéria prima, polímeros (macromoléculas, que consistem em características variadas) derivado do petróleo extraído do processo petroquímico, e dão origem aos nomes de suas variações e classificações como polietileno; polipropileno; poliuretanos entre outros.

O plástico tornou-se matéria prima imprescindível para vários segmentos industriais e está presente em quase todas atividades humanas do século XXI.  Como o descarte pós-consumo ainda ser muito mal gerenciado, os resíduos plásticos tornou-se um dos vilões dentro da problemática ambiental, no contexto do gerenciamento de resíduos sólidos, principalmente urbano. Contudo, enquanto o setor público ainda patina na busca por soluções do problema, na melhor das hipóteses destinando para aterros sanitários a maior parte dos plásticos descartados pelos cidadãos, em contrapartida,  o setor industrial mostra o caminho, reciclando e gerando receitas com os resíduos plásticos gerados nos processos produtivos.

É neste contexto que a Reciclagem Santa Maria, na condição de gerenciadora de resíduos sólidos industriais, atua em parceria com outras empresas, utilizando o métodos de extrusão que permite que o plástico seja novamente granulado, formando um termoplástico que pode ser reutilizado para fabricação de novas peças ou incorporando certo percentual de polímeros reciclados a outras matérias primas ainda virgem, para formarem novos produtos.

 

O processo de extrusão é composto por várias etapas, e a principal delas é a seleção por tipo e classe dos resíduos plásticos descartado pela indústria.  Nesta etapa os funcionários são treinados para identificar os tipos como Nylon, PEAD, PP, PE, ABS, PC, etc, através de vários métodos como: teste de chama (que pela cor da chama podemos identificar qual plástico se trata) pelo odor (cada plástico tem o seu cheiro característico) observação visual (observar o modo que de derretimento, o tamanho da chama, se cria bolhas nas pontas...) ponto de fusão e densidade. O mais utilizado é o teste de chamas e de odor.


Após a classificação dos resíduos plásticos, passa-se para o processo de trituração, em granulometria adequada ao processo. A próxima etapa é o direcionamento dos materiais moídos à fase de derretimento dentro de um canhão de rosca sem fim, altamente aquecida por uma sequência de resistências elétricas. Após o material atingir seu ponto de fusão, ele será comprimido pelo  fuso esférico dentro do cilindro, permitindo uma mistura mais homogênea do material e forçando sua passagem por uma tela de aço, onde será contido todas as impurezas. Após o gradeamento, o material em alta pressão é expurgado por orifícios no extremo do cilindro, formando cordões plásticos que serão resfriados retornando assim a sua forma sólida. A última etapa é o processo de granulação, onde os cordões são picotados em grãos uniformes, armazenados em big bags e prontos para serem disponibilizados no mercado para a formação de novos produtos através dos processos de injeções plásticas.

 

Atuando no gerenciamento de resíduos,  a Reciclagem Santa Maria, através do seu processo de extrusão plástica, contribui significativamente para o desenvolvimento sustentável, aplicando os  pilares da sustentabilidade, o tripé econômico, social e ambiental.

 


Contatos: 

DECRETO FIXA NOVOS VALORES DA TARIFA DO TRANSPORTE COLETIVO URBANO


 Tarifa será de R$ 4,00 a partir de 1º de dezembro

                                     
Considerando a necessidade de equilibrar a demanda da empresa concessionária por uma nova tarifa, justificável pelos cálculos apresentados e revisados, com o interesse social dos usuários e, ainda, com aquelas tarifas praticadas em municípios de igual porte e respectivas datas de reajuste, a Prefeitura de Varginha publicou Decreto reajustando a tarifa do Transporte Coletivo para R$ 4,00 (quatro reais), a ser implementada a partir do dia 1º de dezembro do corrente ano.

Para se chegar a este valor foram considerados os fatos de ser a tarifa do transporte coletivo passível de revisão anualmente, conforme previsto no contrato de concessão para esta prestação de serviços, além do fato de ter a revisão anual, o objetivo de preservar o valor da tarifa e manutenção do equilíbrio econômico-financeiro do contrato.
                                              
Vale destacar que a revisão é necessariamente precedida de cálculos feitos através de planilhas previstas no próprio Edital de Licitação nas quais são lançados todos os valores referentes a investimentos, frota de veículos, depreciação, custos operacionais tais como salários e encargos sociais, combustíveis e lubrificantes, pneus, manutenção de veículos, número de usuários pagantes e não pagantes.
                                              
A  planilha de reajuste apresentada  pela concessionária está sujeita à análise a ser feita pelo Departamento Municipal de Trânsito - DEMUTRAN, pelo Setor de Assuntos Orçamentários, Finanças e Estatística SAOFE/SEPLA e, ainda, submetida à deliberação do Conselho Municipal de Transporte Coletivo de Varginha CMTCV. Além de todas as análises e cálculos elaborados pelos diversos setores, é feito um levantamento das tarifas praticadas em diversas cidades do porte de Varginha.
 
 
Para o reajuste da tarifa, atualmente no valor de R$ 3,70 (três reais e setenta centavos), que vigora desde 18/09/2017, levou-se em conta o acordo coletivo de trabalho 2018/2019 e a expectativa de renovação da frota de ônibus por parte da concessionária.
 
Vale destacar que o pleito da concessionária, formulado através de requerimento protocolado em 27/06/2018, embasado nas planilhas por ela elaboradas, foi de uma nova tarifa da ordem de R$ 4,05 (quatro reais e cinco centavos), mantendo-se inalterado o quantitativo de cobradores.
 
Já os cálculos revisados pelo DEMUTRAN resultaram  nas tarifas de R$ 3,83 (três reais, oitenta e três centavos) sem cobradores; R$ 4,07 (quatro reais e sete centavos) com 50% dos cobradores; e R$ 4,48 (quatro reais, quarenta e oito centavos) com a totalidade dos cobradores;
 
Entretanto, o Conselho Municipal de Transporte Coletivo de Varginha CMTCV, através de reunião realizada no dia 23/11, entendeu cabível e sugeriu uma tarifa de R$ 4,03 (quatro reais e três centavos);
 
Ressalta-se que a redução do número de passageiros, a gratuidade concedida aos maiores de 65 anos e sua extensão aos maiores de 60  anos, aos estudantes de escolas públicas municipais e estaduais, às pessoas com dificuldades de locomoção, aos portadores de neoplasia maligna, são fatores relevantes a onerarem o custo dos serviços que são remunerados pela via tarifária.
 
                                              
Diante a estas considerações, o Prefeito Antônio Silva baixou Decreto, estipulando a tarifa a ser paga pelos usuários do transporte coletivo urbano do Município de Varginha, a partir do dia 01 de dezembro em R$ 4,00.

Dê: Asscom/PMV