quarta-feira, 26 de julho de 2017

INSTRUTOR AFIRMA QUE SERGINHO MORREU PORQUÊ SE AGARROU À MOTO

No link que segue, homenagem dos motociclistas de Varginha e amigos de Sérgio Santos

https://www.facebook.comNo link, motoceata em homenagem à Sérgio Santos


O piloto mineiro Sergio dos Santos, de 48 anos, morreu em um acidente de motodurante a prova da categoria Escola do Superbike em Interlagos no domingo. De acordo com o instrutor da modalidade, Guilherme Fullmann, o motivo que levou ao óbito dele foi o fato dele ter se chocado com a própria moto.
Em conversa com o UOL Esporte, o instrutor explicou que quando Sergio perdeu o controle da moto, na saída da curva, ele estava por volta dos 150 km/h. Ele teria sofrido um high side, termo usado pelo mundo da motovelocidade quando a roda traseira perde a tração.
De acordo com Fullmann, o ideal seria que Sergio tivesse soltado da moto ao ser jogado para fora. Conforme o instrutor, quando Sergio continuou se segurando no guidão tentando retomar o controle, ele acabou "se tornando passageiro da moto e foi levado em direção ao acidente". O instrutor diz ainda que o que fez com que o acidente fosse fatal foi o fato dele não ter se chocado contra a proteção de pneus. O piloto acabou batendo na própria moto devido a inércia depois que ela bateu contra a barreira.
Fullman diz que o ponto em que o acidente aconteceu em Interlagos é considerado um ponto de alta velocidade do circuito, mas com baixo índice de acidentes.
"Foi uma fatalidade, pertinente ao esporte, mas nos entristece muito. É um esporte de risco praticado por apaixonados", disse.
Instrutor, Fullmann ainda disse que não tem como “ensinar” para que um piloto largue a moto quando sofrer um acidente assim. Segundo ele, é natural que o atleta, inconscientemente, tente se segurar ao guidão para evitar o choque.
Apesar de competir na categoria escola, Sergio era considerado um piloto com um pouco de experiência em autódromo e era bem conhecido no mundo da motovelocidade.

Segundo a organização da prova, Sergio acabou quebrando algumas costelas devido ao acidente e teve o pulmão perfurado. Ele foi retirado consciente de Interlagos, mas não resistiu à cirurgia no hospital.
Do UOL / São Paulo
Leandro Carneiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário