quarta-feira, 18 de abril de 2018

SECRETARIA DE SAÚDE DE VARGINHA INFORMA: 20ª CAMPANHA NACIONAL DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE INFLUENZA




A influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É de elevada transmissibilidade e distribuição global, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais e também podendo causar pandemias. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recémcontaminadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos e nariz.  (Ministério da Saúde – MS)

A vacinação contra influenza mostra-se como uma das medidas mais efetivas para a prevenção da influenza grave e de suas complicações, enfatizando aqui a importância desta Campanha Nacional que conforme orientação do Ministério da Saúde não haverá prorrogação, portanto, é necessário empreender todos os esforços para o alcance das metas neste período.

Em Varginha a Campanha de Vacinação contra a Influenza vai ocorrer no período de 23 de abril a 30 de maio na região urbana de Varginha e estará disponível em todas as Unidades de Saúde com salas de vacina.  O Dia 'D' de mobilização nacional ocorrerá no sábado, dia 12 de maio.  O município vai receber as doses de vacinas, divididos em seis lotes, conforme liberação do Ministério da Saúde. O público prioritário, portanto, representará aproximadamente 33.421 mil pessoas. A meta é vacinar, pelo menos, 90% dos grupos elegíveis para a vacinação.

A Campanha tem por finalidade reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza, na população alvo para a vacinação.

                                  Grupos prioritários para a vacinação
Na campanha, serão vacinados os integrantes do grupo prioritário formado por:
Þ    Pessoas com 60 anos ou mais de idade;
Þ    Trabalhadores de saúde: Todos os trabalhadores de saúde dos serviços públicos e privados, nos diferentes níveis de complexidade;
Þ    Crianças na faixa etária de seis meses (4 anos, 11 meses e 29 dias);
Þ    Gestantes: todas as gestantes em qualquer idade gestacional.
Þ    Puérperas: todas as mulheres no período até 45 dias após o parto estão incluídas no grupo alvo de vacinação.
Þ    Pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional,
Þ    Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas deverão receber a vacina influenza.

Þ    Os grupos portadores de doenças (com relatório médico): crônicas, não transmissíveis e outras condições clínicas especiais independente da idade, (conforme indicação do Ministério da Saúde em conjunto com sociedades científicas) Em anexo o quadro.
Þ    Professores: Escolas Públicas e Privadas que estejam na ativa.



COMO ACONTECERÁ A CAMPANHA
Þ    No dia 23 de abril, uma segunda feira, começa a vacinação na zona Urbana de  Varginha. Em anexo a relação das Unidades de Saúde
Þ    Equipes de vacinadores se deslicarão até o Lar São Vicente de Paula e Vila Vicentina, hospitais, Unidades Prisionais e Pronto Atendimento;
Þ    140 profissionais da área de saúde estarão envolvidos na campanha;
Þ    Serão utilizados aproximadamente sete veículos que ficarão circulando no dia D, suprindo as Unidades de Saúde, atendendo intercorrências e outras ações que se façam necessárias.

INFORMAÇÕES PARA A POPULAÇÃO

Quais documentos levar
Þ    Caderneta de Vacinação da criança e do adulto;
Þ    Professores na ativa: Os professores deverão procurar a Unidade de Saúde com o Crachá e/ou comprovante assinado pela Diretora da escola que leciona.
Þ    Puérperas, deverão apresentar qualquer documento que comprove a gestação (certidão de nascimento e/ou, cartão da gestante e/ou, documento do hospital onde ocorreu o parto, entre outros), durante o período de vacinação.

                                                             PRESCRIÇÃO MÉDICA

Þ    Pacientes crônicos: A vacinação deste grupo deve ser realizada em todos os postos de vacinação. No entanto, mantém-se a necessidade de prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina, que deverá ser apresentada no ato da vacinação.
Nota: Pacientes já cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) devem se dirigir aos postos que estão cadastrados para receberem a vacina. Caso no local de atendimento onde são atendidos regularmente não tenha um posto de vacinação, devem buscar a prescrição médica na próxima consulta que estiver agendada, visando garantir esse documento com antecedência, para evitar filas no período da vacinação.
Pacientes que são atendidos na rede privada ou conveniada, também devem buscar a prescrição médica com antecedência, junto ao seu médico assistente, devendo apresentá-la nos postos de vacinação durante a realização da campanha de vacinação.

A apresentação da prescrição médica será obrigatória para o grupo de comorbidade, durante a campanha.



Reforçamos a importância para o comparecimento no dia “D”, 12 de maio, pois nesta data, as unidades de saúde ficarão abertas durante todo o dia para vacinar a população que pertence aos grupos recomendados pelo Ministério da Saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário